DS Lite: R$500; Scribblenauts: R$160; Matar o capeta com um três oitão: Não tem preço.

“Olha, que louco. Dá pra invocar o chupacabra mermo, rapá!”

“Haha, que massa, tem Deus também… Será que tem…Uia, tem demônio. Vou botar os dois pra duelar!”

“Vâmo avacalhar agora… T-R-E-S O-I-T-A-O… OMG…” *cabeça explode*

É, meus amigos. A espera acabou. Scribblenauts finalmente saiu, carregando nas costas todo o hype que lhe foi despejado após ser eleito o melhor jogo da E3 2009. Eu joguei pouco ainda, mas já dá para afirmar: Rabisconautas é tudo aquilo, sim.

Não vou falar muito, porque pretendo fazer uma review quando eu completar algumas centenas de horas a mais no jogo. Você só precisa saber que o jogo vale o preço que irá pagar por ele (se importar então, vale mais ainda). Arrisco dizer que é o segundo jogo mais fóda do DS (nada destrona Ouendan 2, desculpe), e com certeza o mais inovador. Talvez eu ainda esteja afetado pelo impacto de jogar Scribblenauts pelas primeiras horas, e talvez minha opinião mude daqui algumas semanas, mas por enquanto é o segundo jogo mais fóda do DS e ponto final.

Esqueça matar monstros no Final Fantasy, esqueça atirar em tudo que se move no GTA, esqueça resolver puzzles no Professor Layton, esqueça lançar bombas  no Bomberman, esqueça montar num dinossauro no New Super Mario Bros, esqueça derrubar árvores no Animal Crossing, esqueça descer rampas de skate no Tony Hawk’s, esqueça dar marteladas no Mario and Luigi, esqueça arremessar bolas de basquete no Mario Slam Basketball, esqueça tudo isso. Em Scribblenauts, você pode fazer todas essas coisas e outras milhares, de quase todas as formas que sua mente insana e bizarra conseguir imaginar. E das formas que ela não conseguir também. E essa é a parte legal do jogo: imaginar. E imaginar de novo. E descobrir outras formas de se fazer a mesma coisa. E descobrir de novo, até enjoar da fase. E, sério, isso demora.

Esqueça faqs, dicas, códigos, detonados. O seu melhor amigo agora é aquele dicionário Aurélio perdido no bolso da frente da sua mochila. Aliás, isso se você for noob o suficiente de querer estragar a diversão do jogo consultando o equivalente ao detonado dos jogos “convencionais”. Mas, no caso de não fazer a mínima idéia do que usar para pegar uma flor dentro de um rio com uma piranha dentro, pedir penico e abrir o pai-dos-burros nem é tão humilhante assim. É só não contar para ninguém…

E o que fazer quando se está na fila do banco, numa aula vaga ou esperando terminar o comercial de Two and a Half Man? Jogar Tetris? Meteos? Uma partidinha marota de Mario Kart? Pode ser também, mas brincar na “fase” da tela de título do Scribblenauts (uma fase aberta, sem objetivos) pode ser tão ou mais divertido. É lá que eu e, provavelmente, você, passamos e passaremos a maior parte do tempo em que estivermos com o jogo sendo executado no DS. É o “laboratório” do jogo, onde dá pra colocar qualquer coisa, depois colocar qualquer outra coisa, e ver no que dá. Crie vários dinossauros e espere para ver quem ganhará a batalha. Crie uma nave alienígena, um alienígena dentro dela, uma vaca no chão e assista à abdução. Re-coloque os dinossauros de antes, crie um vulcão por perto e veja-os fugindo desesperados para longe da erupção. Crie um virgem e um gamer, e repare nas semelhanças (chorei de rir com essa xD). E existem outras milhões de possibilidades, tudo isso dependendo apenas de uma coisa:

Imagination

Foi bom enquanto durou, Maxis, Inis e Nintendo. 5Th Cell é minha mais nova empresa favorita agora. Então não me decepcione com seus próximos jogos, ok? Por enquanto, você é realmente fóda.

Advertisements

6 Responses to DS Lite: R$500; Scribblenauts: R$160; Matar o capeta com um três oitão: Não tem preço.

  1. The Thinker says:

    Scriblenauts rocks!!!!
    ;D

    Já tentou uma bomba atômica?

  2. Neutronx says:

    Já. [SPOILER] A bomba atômica mata você, seus inimigos, seu carro, seu pterodáctilo, seu cachorro, sua mãe, as próximas 10 gerações depois de você e qualquer outra coisas existente num raio de 50 anos-luz do ponto de impacto. Arrisco dizer que mata baratas também… [/SPOILER]

  3. The Thinker says:

    nunca vi se mata baratas tb =o
    vo testar ;P
    *poe a bomba*
    *enche o resto da barra com baratas…*
    BOOM!
    [SPOILER]
    Mata sim =( não tao realista, mas ainda é foda xD
    [/SPOILER]

  4. Jf says:

    Tem ate o chuck norris

  5. John Bala Jones says:

    a bomba atômica mata as baratas por causa do calor que ela libera perto das baratas, fritando elas. Se a tela tivesse zoom, dava pra colocar as baratas longe e elas viveriam. Baratas não morrem pra radiação, mas morrem pro calor gigante que torra você, sua mãe, suas próximas 10 gerações…

  6. Informática Para Seres Humanos….

    […]DS Lite: R$500; Scribblenauts: R$160; Matar o capeta com um três oitão: Não tem preço. « NDS Page[…]…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: